quinta-feira, 10 de maio de 2012

OFFICIUM MORTIS













Officium


 Mortis

Leia Hb 2, 14-15 







Officium Mortis

V/ Vinde ó Deus em meu auxílio
R/ Socorrei-me sem demora
V/ Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
R/ Como era no princípio, agora e sempre. Amém. (Aleluia)

Hino
Veni, creátor Spíritus,
mentes  tuórum vísita,
imple supérna grátia,
quae tu creásti, péctora.

Qui dicéris Paráclitus,
donum Dei altíssimi,
fons vivus, ignis, cáritas
et spiritális únctio.

Tu septifórmis múnere,
dextrae Dei tu dígitus,
tu rite promíssum Patris
sermóne ditans gúttura.


Accénde lumen sénsibus,
infúnde amórem córdibus
infírma nostri córporis
virtúte firmans pérpeti.

Hostem repelas lóngius
pacémque dones prótinus;
ductóre sic te práevio
vitémus omne nóxium.  

Per te sciámus da Patrem
noscámus  atque Fílium,
te utriúsque Spíritum
credámus omni témpore. Amen.


  

Vem, criador Espírito,
as mentes dos teus visita,
enchei com a graça de cima,
o que tu criastes, nos peitos

Que é dito o Paráclito,
dom de Deus altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade,
e unção espiritual.

Tu por meio de dom septiforme,
tu dedo da destra de Deus,
tu ditosamente prometido ao Pai,
por meio do discurso enriquece as gargantas.

Acende a luz dos sentidos
infunde amor nos corações,
de nosso corpo enfermos
confirmando pela virtude.

Repeles o inimigo para mais longe,
e a paz dês sem interrupção,
assim por Ti guia que nos guia
evitemos tudo o que faz mal.

Dá através de Ti conhecermos o Pai
conhecermos também o Filho,
por Ti Espírito de um e de outro
creiamos em todo o tempo Amém.
                                               p. 2




I Semana
I Domingo
I Cor 15, 12-20
Salmo 150
Jo 20, 24 – 29

I Segunda-feira
Rm 8, 10 – 11
Salmo 21, 2 – 6 (22, 1-5)
Mt 5, 1 -12


I Terça-feira
Eclo 41, 5-7 (3-4)
Salmo 21, 7 – 10 (22, 6-9)
Mt 25, 1-13

I Quarta-feira
Rm 14, 7 –-12
Salmo 21, 11 – 20 (22, 10-19)
Lc 12, 35-40

I Quinta-feira
2Cor 4, 10 – 11
Salmo 21, 21 – 25 (22, 20-24) 
Mt 6, 24–30

I Sexta-feira
Nm 23, 10
Salmo 21, 26 – 28 (22, 25-27)
Lc 23, 39-46

I Sábado
Is 25, 6-10a
Salmo 21,  29 – 32 (22, 28-31)
Lc. 21, 34-36
                                                              

II Semana
II Domingo
Sb 1,11-15
Salmo 145 (146)
Mc 8, 31-34

II Segunda-feira

Is 50,4-9a
Salmo 39 (40) 2-6 (1-5)
Jo 12,31-36a

II Terça-feira
Fl 2, 5-11
Salmo 39 (40) 7-11 (6-10)
Lc 16, 18-31

II Quarta-feira
Hb 2, 9-15
Salmo 39 (40) 12-18 (11-17)
Mc 15, 33-39

II Quinta-feira
Rm 5, 5-11
Salmo 41 (42)  2-7 (1-6) 
Mt 6, 24–30

II Sexta-feira
II Tm 1, 8-12
Salmo 41 (42)  7-12 (6-11) 
Lc 12, 35-40

II Sábado
Rm 6, 3-9
Salmo 69 (70)
Lc. 23, 44-46

III Semana
III Domingo
I Cor 15,1-11
Salmo 22 (23)
Jo 5, 24-29

 III Segunda-feira
I Cor 15, 12-19
Salmo 50 (51) 3-10 (1-8)
Jo 11, 21-27

III Terça-feira
I Cor 15, 20-28
Salmo 50 (51) 10-16  (8-14)
Jo 12, 23-28

III Quarta-feira
I Cor 15, 29-34
Salmo 50 (51) 17-21 (15-19)
Jo 14, 1-6

III Quinta-feira
I Cor 15, 35-38
Is 38, 10-14 
Mt 6, 24–30

III Sexta-feira
I Cor 15, 39-44
Is 38, 17-20
Jo 19, 25-30

III Sábado
I Cor 15, 45-49
Salmo 120 (121)
Jo 13, 34-36

IV Semana
IV Domingo
I Cor 15, 50-58
Salmo 129 (130)
Mt 22, 23-33

IV Segunda-feira
Pr 2, 1-9
Salmo 117 (118) 1-9 (1-9)
Mt 26, 26-29

IV Terça-feira
II Cor 4, 16-18
Salmo 117 (118) 10-18 (10-18)
Mt 26, 39-46

IV Quarta-feira
II Cor 5, 1-5
Salmo 117 (118) 19-24 (19-24)
Lc 6, 27-35

IV Quinta-feira
II Cor 5, 6-10
Salmo 117 (118) 25-29 (25-29)
Mt 6, 24–30

IV Sexta-feira
I Ts 4, 13-17
Salmo 131 (130)
Lc 10, 21-28

IV Sábado
Rm 12, 1-3
Salmo 118 (117)
 Mc. 8, 34-38






Profissão para a boa morte (Santo Afonso Maria de Ligório)
Ó Meu Deus, já que minha morte é certa, e sua hora incerta, quero preparar-me desde já, a este intento: Professo que creio em tudo o que crê a santa Igreja, especialmente o mistério da Santíssima Trindade, Encarnação, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, o paraíso e o inferno, creio em todos esses pontos e outros tantos artigos de fé revelados por vós, que sois a verdade. Professo que vos amo sobre todas as coisas, porque sois o infinito bem; e porque vos amo, arrependo-me de todos os meus pecados e resolvido estou a antes morrer que ofender-vos de novo. Professo que, por vosso amor, ó Deus, perdôo a quem quer que me haja ofendido, e vos peço lhe façais bem. Professo que desejo receber os santos sacramentos durante minha vida e na hora da minha morte; desde já faço a intenção de pedir a absolvição de todos os meus pecados para o momento da morte, caso não possa manifestar naquela hora meu desejo. Professo que desejo querer morrer por ser esta a vossa vontade. Desejo querer morrer para não ficar mais no perigo de vos ofender e desagradar sobre a terra. Anseio querer morrer, para fazer-vos o sacrifício de minha vida, em reconhecimento dos benefícios que me prodigalizastes apesar de minha indignidade. Anelo querer, se vos apraz, morrer neste momento em que confio estar em graça, para ficar seguro de vos louvar e bendizer eternamente. Anseio querer morrer, sobretudo para ir vos amar continuamente e com todas as minhas forças no céu, onde pelos merecimento do sangue do Redentor, espero chegar um dia e ficar na certeza de vos amar para sempre.         


Preces 1ª série

I  Domingo
Aceitamos a morte com todos os sofrimentos que hão de acompanhá-la, em união com a morte e com os sofrimentos que Nosso Senhor Jesus Cristo se dignou de sofrer por nós na cruz. Amém.
Senhor Jesus Cristo, quando a nossa imaginação, agitada de horrendos e temerosos fantasmas, estiver submergida em mortais tristezas, e nosso espírito, perturbado pela lembrança de nossas iniquidades, e pelo temor da vossa justiça lutar contra o anjo das trevas, que há de querer privar-nos da consoladora vista de vossas misericórdias, e precipitar-nos no abismo da desesperação; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santo anjos da guardas, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.

I Segunda-feira
Ó Deus, para alcançar-nos uma preciosa morte, o vosso Divino Filho quis sofrê-la tão amargosa, por isso pedimos não nos desampareis então: queremos morrer abraçados ao vosso Filho. Entregamo-nos à vossa misericórdia, e esperamos, pela virtude do sangue Redentor, morrer na vossa amizade. Dai que expiremos no vosso amor, e que o derradeiro suspiro seja um ato de amor que  nos transporte desta terra ao paraíso para lá vos amar eternamente. Amém.Senhor Jesus Cristo, quando derramarmos as últimas lágrimas, sintomas da morte, recebei-as em sacrifício expiatório, para que expiremos como vítima de penitência; e nesse - p.50   terrível momento, ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santo anjos da guardas, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.

I Terça-feira
Ó amantíssimo Pai Eterno, vos conjuramos ardentemente pelos trabalhos e dores, pelo precioso sangue e santas chagas de vosso Divino Filho, e por estas últimas palavras pronunciadas na cruz: Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes? E por estas outras: Meu Pai, entre vossas mãos entrego  o meu espírito, livrai-nos da morte impenitente. Ó Deus, concedei-nos, vos suplicamos, a abundância de vossa misericórdia, pois desconfiamos da qualidade de nossos merecimentos, a fim de que vossa justiça não nos fira de morte quando impenitentes, mas pelo contrário experimentemos os efeitos de vossa clemência. Amém.
Senhor Jesus Cristo, quando tivermos perdido o uso de todos os sentidos, e o mundo inteiro tiver desaparecido diante de nós e gemermos nas angústias da extrema agonia, e nas aflições da morte; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santo anjos da guardas, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.

I Quarta-feira
Eterno Pai, apoiados na promessa de vosso divino Filho: Em verdade vos digo, se pedirdes alguma coisa a meu Pai em meu nome, ele vo-la dará; vos pedimos, em nome de Jesus, a santa perseverança e a graça de vos amar de todo coração, cumprindo perfeitamente no futuro a vossa santa vontade. Amém.       
Senhor Jesus Cristo, quando noss’alma por entre os lábios sair para sempre do mundo, e deixar o corpo pálido, gelado e sem vida, aceitai a destruição do nosso ser como uma homenagem que prestamos à vossa divina Majestade; e então, misericordioso Jesus, tende compaixão de nós. Amém.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
    
I Quinta-feira
Oração da serenidade
Ó Deus, concedei-nos a serenidade de aceitar as coisas que não podemos modificar. Coragem para modificar aquelas que podemos. Sabedoria para perceber a diferença, vivendo um dia de cada vez. Apreciando um momento de cada vez. Aceitando as dificuldades como um caminho para alcançar a paz; considerando, como Vós, este mundo pecador como ele é e não como gostaríamos que fosse; confiando que endireitarás todas as coisas se nos rendermos à vossa vontade – para que assim possamos ser moderadamente feliz nesta vida e sumamente feliz contigo na eternidade. Amém.                          
Senhor Jesus Cristo, quando os pés imóveis nos advertirem que a carreira neste mundo está próxima a terminar: ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
  
I Sexta-feira
Meu Deus, Meu Deus, não nos abandoneis, concedei-nos a única coisa necessária, consumar piedosamente o curso da nossa vida, morrer de santa morte, e repousar em paz. Colocamos a noss’alma nas mãos de vosso Divino Filho, nossa salvação, nossa redenção e ressurreição; Por Cristo e em Cristo seremos salvos. A vós só para sempre glória, honra, ações de graças e adoração nos séculos dos séculos. Amém.  
Senhor Jesus Cristo, quando nossas faces pálidas e lívidas inspirarem aos circunstantes a compaixão e o terror, e os cabelos, banhados de suor da morte, arrepiando-se em nossas cabeças, anunciarem estar próximo o fim; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
I Sábado
Ó Pai, pelos tormentos da cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, tende misericórdia de noss’alma pecadora, quando ela tiver de sair do nosso corpo e entrar na eternidade. Amém.
Senhor Jesus Cristo, quando nossos olhos, embaciados e espantados pelo horror da morte iminente, lançarem sobre Vós olhar incerto e moribundo; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
Pai nosso

Oração final
Ó Deus, que nos criastes à vossa imagem
e quisestes que o vosso Filho morresse por nós, concedei-nos vigiar e orar constantemente a fim de podermos partir deste mundos sem mancha de pecado e repousar com alegria no seio da vossa misericórdia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
na unidade do Espírito Santo.
Amém.
Bênção Final
O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza a vida eterna. Amém.


Preces 2ª série

II  Domingo
Dia da Ira, aquele dia
Em que os séculos se desfarão em cinzas,
Testificam Davi e Sibila!

Quanto terror é futuro,
quando o Juiz vier,
para julgar a todos irrestritamente !

Senhor Jesus Cristo, quando o nosso débil coração, oprimido pelas dores da enfermidade, estiver tomado dos horrores da morte, e extenuado pelos combates contra os inimigos da  salvação; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.


II Segunda-feira
A trombeta, espalha o poderoso som
pela região dos sepulcros,
convocando todos ao Trono.

A morte e a natureza se aterrorizam,
ao ressurgir a criatura,
para responder ao Juiz.

o Livro escrito aparecerá,           
em que tudo há,
em que o mundo será julgado.

Senhor Jesus Cristo, quando parentes e íntimos amigos, estando em torno de nós, se enternecerem à vista do nosso lastimoso estado, e por nós vos invocarem; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós. 
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.

II Terça-feira
Quando o Juiz se assentar,
o oculto se revelará,
nada haverá sem castigo !

Que direi eu, pobre miserável ?
A que Paráclito rogarei,
quando só justos estão seguros ?

Rei, tremenda Majestade,
que ao salvar, salva pela Graça,
salva-me, fonte Piedosa.

Senhor Jesus Cristo, quando as últimas ânsias do coração forçarem noss’alma a sair do corpo, aceitai-as como nascidas de uma santa impaciência de chegar a Vós; e Vós, ó misericoridioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.


II Quarta-feira
Lembre-se, piedoso Jesus,
que sou a causa de tua Via Dolorosa;
não me perca nesse dia.
Resgatando-me, sentiste fadiga, 
me redimiste sofrendo a Cruz,
Tanto trabalho que não seja em vão.

Juiz Justo da Vingança Divina,
Dá-me a remissão dos meus pecados,
antes do dia Final.  

Clamo, como condenado,
a culpa enrubesce meu semblante
suplico a Ti, ó Deus

Senhor Jesus Cristo, quando noss’alma comparecer ante Vós, e vir, pela primeira vez, o resplendor imortal da vossa Majestade, dignai-vos de receber-nos no seio de vossa misericórdia, para que eternamente cante os vossos louvores; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
    

II Quinta-feira
Oração da serenidade
Ó Deus, concedei-nos a serenidade de aceitar as coisas que não podemos modificar. Coragem para modificar aquelas que podemos. Sabedoria para perceber a diferença, vivendo um dia de cada vez. Apreciando um momento de cada vez. Aceitando as dificuldades como um caminho para alcançar a paz; considerando, como Vós, este mundo pecador como ele é e não como gostaríamos que fosse; confiando que endireitarás todas as coisas se nos rendermos à vossa vontade – para que assim possamos ser moderadamente feliz nesta vida e sumamente feliz contigo na eternidade. Amém.  
Senhor Jesus Cristo, quando as mãos tremulas e entorpecidas não puderem mais apertar vossa Imagem sobre o coração, e a deixarem cair sobre o leito de dores; ó misericoridioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
  
II Sexta-feira
Ao que perdoou a Madalena,
e ouviu à súplica do ladrão,
Dá-me também esperança.

Minha oração é indigna,
mas, pela sua Bondade atuas,
Não deixe-me perecer incinerado no Fogo Eterno.

Coloque-me com as ovelhas       
Separe-me dos cabritos,
Ponha-me em sua Destra

Senhor Jesus Cristo, quando os ouvidos, próximos a cerrar-se para sempre às falas dos homens, se abrirem para escutar a vossa voz; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
                                                              


II Sábado
Condena os malditos,
lance-os nas chamas famintas,
Chama-me aos benditos.

Oro-te, rogo a Ti de joelhos,     
com o coração contrito em cinzas,
cuide do meu fim.

Lacrimoso aquele  dia,
no qual, das cinzas ressurgirá,
para ser julgado o homem réu.
   
Perdoe-os, Senhor Deus                                    
Piedoso Senhor Jesus,
Dá-lhes descanso, Amém !

Senhor Jesus Cristo, quando os lábios frios e trêmulos pronunciarem pela última vez o vosso Nome adorável; ó misericordioso Jesus, tende compaixão de nós.
Ó Maria, assisti-nos sempre, mas sobretudo na hora da morte; ajudai-nos a perseverar na graça de Deus; vós sois a nossa esperança; queremos viver e morrer sob vossa proteção.
São José, São Miguel Arcanjo, santos anjos da guarda, socorrei-nos sempre, mas principalmente na última hora.
Pai nosso

Oração final
Ó Pai de bondade,
vossos dias não conhecem fim
e vossa misericórdia não tem limites.
Lembrando a brevidade de nossa vida
e a incerteza da hora da morte, nós vos pedimos que vosso Espírito Santo nos conduza neste mundo, na santidade e na justiça. E depois de vos servirmos na terra, Possamos chegar ao vosso Reino no céu.  Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,  na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Bênção Final
O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza a vida eterna. Amém.

Armadura do cristão (Ef. 6, 10 – 17)
10 Τοῦ λοιποῦ, ἐνδυναμοῦσθε ἐν κυρίῳ καὶ ἐν τῷ κράτει τῆς ἰσχύος αὐτοῦ. 11 ἐνδύσασθε τὴν πανοπλίαν τοῦ θεοῦ πρὸς τὸ δύνασθαι ὑμᾶς στῆναι πρὸς τὰς μεθοδείας τοῦ διαβόλου· 12 ὅτι οὐκ ἔστιν ἡμῖν ἡ πάλη πρὸς αἷμα καὶ σάρκα, ἀλλὰ πρὸς τὰς ἀρχάς, πρὸς τὰς ἐξουσίας, πρὸς τοὺς κοσμοκράτορας τοῦ σκότους τούτου, πρὸς τὰ πνευματικὰ τῆς πονηρίας ἐν τοῖς ἐπουρανίοις. 13 διὰ τοῦτο ἀναλάβετε τὴν πανοπλίαν τοῦ θεοῦ, ἵνα δυνηθῆτε ἀντιστῆναι ἐν τῇ ἡμέρᾳ τῇ πονηρᾷ καὶ ἅπαντα κατεργασάμενοι στῆναι. 14 στῆτε οὖν περιζωσάμενοι τὴν ὀσφὺν ὑμῶν ἐν ἀληθείᾳ καὶ ἐνδυσάμενοι τὸν θώρακα τῆς δικαιοσύνης 15 καὶ ὑποδησάμενοι τοὺς πόδας ἐν ἑτοιμασίᾳ τοῦ εὐαγγελίου τῆς εἰρήνης, 16 ἐν πᾶσιν ἀναλαβόντες τὸν θυρεὸν τῆς πίστεως, ἐν ᾧ δυνήσεσθε πάντα τὰ βέλη τοῦ πονηροῦ [τὰ] πεπυρωμένα σβέσαι· 17 καὶ τὴν περικεφαλαίαν τοῦ σωτηρίου δέξασθε καὶ τὴν μάχαιραν τοῦ πνεύματος, ὅ ἐστιν ῥῆμα θεοῦ.
Contemplatio
Bendito sejais, Vós, nosso Deus, por nos ter chamado à vida religiosa e nos dar a graça de nos entregarmos totalmente ao vosso louvor na oração e no trabalho para assim contemplarmos os sinais do vosso amor na Criação e em cada ser humano. Queremos, nesta “escola do Louvor de Deus”, buscar vossa Palavra na Sagrada Escritura e celebrar com todo esplendor a Sagrada Liturgia na efusão do Vosso Espírito. Por isso, fazei de nossas comunidades verdadeiros lares para que assim os povos da terra aprendam de nós o Vosso Amor. Por Vosso Filho, Jesus Salvador, na Unidade do Espírito Santo. Amém.

Maria Mãe dos Mortais,
As nossas preces acolhes;
Escuta, pois, nossos ais,
e sempre, sempre nos olhes.

Vem socorrer, se do crime
o laço vil nos envolve.
Com tua mão que redime
a nossa culpa dissolve.

Vem socorrer, se do mundo
o brilho vão nos seduz
a abandonar num segundo
a estrada que ao céu conduz.

Vem socorrer, quando a alma e o corpo a doença prostrar.
Vejamos com doce calma
A eternidade chegar.


Tenham teus filhos, na morte,
tua assistência materna.
E seja assim nossa sorte,
o prêmio da Vida eterna.

Jesus, ao Pai seja glória,
Seja ao Espírito também.
E a vós, ó Rei da vitória,
Filho da Virgem. Amém.

Ó Glorioso São José!
Ó Gloriosos S. José, a quem foi dado o poder de tornar possíveis as coisas humanamente impossíveis, vinde em nosso auxílio nas dificuldades em que nos achamos. Tomai sob vossa proteção a causa importante que vos confiamos, para que tenha uma solução favorável. Ó Pai muito amado, em vós depositamos toda nossa confiança. Que ninguém possa jamais dizer que vos invocamos em vão. Já que tudo podeis junto a Jesus e Maria, mostrai-nos que vossa bondade é igual ao vosso poder. S. José, a quem Deus confiou o cuidado da mais santa Família que jamais houve, sede, vo-lo pedimos, o Pai e Protetor da nossa, e, impetrai-nos a graça de vivermos e morrermos no amor de Jesus e Maria! Amém.

São Jerônimo, rogai por nós.
São Bento, rogai por nós.
Santa Teresa de Jesus, rogai por nós.

“Quandiu in patria tua es, habeto cellulam pro paradiso: varia Scripturarum pona decerpe: his utere deliciis: harum fruere complexu”. Sancti Hieronymi, Ep. 124 ad Rusticum, 7,3, PL 22.                                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário