segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

http://noticiascatolicas.com.br/os-religiosos-devem-cuidar-mais-do-carisma-que-das-obras.html


04/02/2013
Cardeal Braz de Aviz
Os religiosos devem cuidar mais do carisma que das obras
Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 04-02-2013, Gaudium Press) Um momento de transformação, renovação e retorno às origens. Assim descreve a situação atual da vida religiosa o Cardeal João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para a Vida Consagrada, em palavras ditas a propósito do dia Mundial da Vida Consagrada.
Ele afirmou que enquanto na Asia, África e América Latina existe a necessidade de confirmar se todas as vocações que surgem são de boa fé; na Europa, Estados Unidos, Canadá e Austrália é necessário um empenho para voltar aos ensinamentos dos fundadores e reforçar a vida comunitária ainda que isso suponha diminuir o número.
Para o Cardeal, “O mais importante não são as obras. Mesmo que elas se desenvolvam muito, as obras são fruto de um carisma. Temos que estudar se trabalhando em tantas obras o carisma permanece. Porque, se o carisma não se mantém, as obras morrerão. É melhor diminuir as obras e que o carisma seja mantido. Ou seja, voltar à mensagem fundamental dos fundadores enfocada no Evangelho”.
O cardeal explica a importância de voltar às raízes e mostra que na história houve casos de congregações que tinham um só membro vivendo autenticamente sua missão e depois voltaram a ter 3.000 membros.
“Se não se tem como centro a graça pela qual nasceu a congregação, o carisma morrerá, se não se cuidar disso”, disse Dom João de Aviz.
Outro desafio apontado pelo cardeal foram as relações entre as Ordens Religiosas. É necessário que exista uma maior comunhão entre elas, disse.
O Prefeito da Congregação para a Vida Consagrada mostrou que “Na Igreja temos que aprender a ajudar nos. Se um carisma sofre, necessita de outro que está em uma boa situação que possa ajudar. Porém, em todos os sentidos: economicamente, na formação, nas vocações. Quantas coisas pode-se fazer juntos para ajudar-nos Às vezes estamos demasiados ilhados e isto nos traz dano!”.
Dom João Braz de Aviz disse ser mais importante a autenticidade da missão que o número de membros ou instituições. O Cardeal vê sinais de esperança ainda que haja muito trabalho para ser feito. (JS)

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A mística cristã na contemporaneidade - Maria Clara Bingemer



A mística cristã na contemporaneidade - Maria Clara Bingemer



http://www.youtube.com/watch?v=U_O4tC0upjw

Maria Clara Bingemer é teóloga, professora e decana do Centro de Teologia e Ciências Humanas da PUC-Rio. É autora de diversos livros, entre eles, ¿Un rostro para Dios?, de 2008, e A globalização e os jesuítas, de 2007. Escreveu também vários artigos no campo da Teologia.

Universidade Católica de Pernambuco. UNICAP

http://www.puc-rio.br/pibic/relatorio_resumo2011/Relatorios/CTCH/TEO/TEO-Yan%20Piorno.pdf

http://www.puc-rio.br/pibic/relatorio_resumo2009/relatorio/ctch/teo/mariana.pdf